17/04/2019 às 14h42min - Atualizada em 17/04/2019 às 14h42min

Pimentel vira réu pela terceira vez em 20 dias por denúncia de caixa 2

Segundo denúncia, Fernando Pimentel (PT) usou de falsidade ideológica para prestar contas à Justiça Eleitoral em 2014.

Fonte G1
Nova denúncia contra ex-governador Fernando Pimentel é aceita pela Justiça. — Foto: Reprodução/TV Globo

O ex-governador Fernando Pimentel (PT), virou réu pela terceira vez em menos de 20 dias, cerca de três meses e meio depois de deixar o comando do executivo de Minas Gerais. Nesta nova ação penal, Pimentel é acusado de comandar um esquema de caixa 2 para financiar sua candidatura a governador em 2014.

A denúncia foi aceita nesta segunda-feira (15) pela juíza Luzia Divina de Paula Peixôto, da 32ª zona eleitoral de Belo Horizonte. Segundo a ação, além de omitir uma declaração, Pimentel teria usado de falsidade ideológica em sua prestação de contas à Justiça Eleitoral.

Segundo a magistrada, além de delações premiadas, a denúncia está pautada em “prova documental, como notas fiscais, planilhas, documentos eletrônicos. “

A denúncia diz que a doação de R$ 3,25 milhões de empresas citadas no processo foi acobertada com uso de notas falsas na prestação de contas. Pimentel teria recebido o montante em troca de vantagens, quando ele ainda ocupava o cargo de ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio, da presidente Dilma Roussef (PT).

O que diz a defesa

O advogado de Pimentel, Eugênio Pacelli, confirmou a nova ação e disse que a defesa só vai se manifestar nos autos do processo. O ex-governador também está sendo processado por acusações semelhantes de sua campanha ao Senado, em 2010. Além de Pimentel, outras seis pessoas foram indiciadas neste terceiro processo
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale com o Portal
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp