04/12/2018 às 10h18min - Atualizada em 04/12/2018 às 10h18min

PM prende três e estoura laboratório de drogas na Pampulha

Militares receberam informação de que haveria uma transação envolvendo entorpecentes e encontraram substâncias em uma casa no Bairro Braúnas

Fonte Estado de Minas

Apreensão de drogas aconteceu em dois endereços diferentes - (foto: Polícia Militar/Divulgação )

Três homens foram presos na noite desta segunda-feira depois que a Polícia Militar estourou um laboratório de refino de drogas no Bairro Braúnas, na Região da Pampulha, em Belo Horizonte. De acordo com a PM, tudo começou com o recebimento de uma informação que um homem faria uma entrega de drogas oriundas de um laboratório. A entrega se daria no Bairro Coqueiros, na Região Noroeste da capital.

Os militares partiram para o endereço que constava na informação e encontraram Túlio Henrique da Cruz Silva, de 30 anos, dirigindo um carro roubado em 25 de outubro. No interior do veículo foram encontradas seis grandes porções de substância semelhante a maconha. Ele informou aos PMs que comprou a droga no Morro das Pedras, Oeste de BH, por R$ 3 mil e faria a revenda do material por R$ 5 mil.

Como os militares também tinham a informação de onde ficaria o suposto laboratório de preparo de drogas, partiram para o local, no Bairro Braúnas. Chegando ao endereço, se depararam com Hugo Cerqueira, de 35 anos, que tentou fugir, mas foi contido pelos policiais. No interior da casa também estava Nilson Tosa de Oliveira Júnior, 36, que manipulava substância parecida com cocaína. Vários sacos da mesma droga foram encontrados na residência, além de outros materiais.

Hugo disse que morava há poucos dias na casa e trabalhava no preparo das drogas porque era obrigado por um quarto homem com quem ele tinha dívidas. Já Nilson afirmou que veio de Capitólio, na Região Centro-Oeste de Minas, para buscar um carregamento de cocaína em BH. O carro que seria usado por ele estava na garagem da residência e está registrado no nome do primeiro preso da ocorrência. Os três receberam voz de prisão e foram levados para a Central de Flagrantes da Polícia Civil.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »