08/11/2018 às 10h37min - Atualizada em 08/11/2018 às 10h37min

Fed anuncia nesta quinta decisão sobre juros nos EUA

Na visão do mercado, Banco Central dos EUA não deve alterar política monetária mesmo com mudança de cenário político.

Fonte G1

Presidente do Fed, Jerome Powell, em coletiva de imprensa após decisão do BC dos EUA de elevar os juros pela 1ª vez em 2018 — Foto: Aaron P. Bernstein/Reuters

O Federal Reserve iniciou sua reunião de política monetária na quarta-feira (8) enfrentando uma mudança no cenário político mas com pouco nos recentes dados econômicos para alterar os planos de alta da taxa de juros em dezembro e novos aumentos no próximo ano.

Na visão do mercado, o banco central norte-americano não deve aumentar os juros ao final de seu encontro nesta quinta-feira, na sequência de uma renovação da volatilidade nos preços das ações, aperto nos mercados de crédito e expectativas de que a economia dos EUA vai desacelerar no próximo ano.

O comunicado de política monetária do Fed será divulgado às 17h (horário de Brasília) desta quinta-feira, e analistas não preveem grandes mudanças.

O Fed pode indicar uma possível desaceleração no mercado imobiliário e queda no investimento imobiliário como motivo para achar que o crescimento está enfraquecendo. Ao mesmo tempo, os ganhos de emprego desde o encontro de setembro foram sólidos, assim como os gastos dos consumidores.

"Esperamos muito poucas mudanças" em relação ao comunicado de setembro que caracterizou a economia como "crescendo a uma taxa forte", disse o economista do JP Morgan Michael Feroli.

Dados divulgados no final de outubro mostraram que a economia dos EUA cresceu a uma taxa anual de 3,5% entre julho e setembro, bem acima do ritmo de 2% que o Fed e muitos economistas consideram como tendência.

O Fed não divulgará projeções econômicas atualizadas nessa reunião, a última sem entrevista à imprensa programada.

A partir de dezembro, o chairman do Fed, Jerome Powell, prometeu dar entrevistas após cada uma das oito reuniões de política monetária do Fed no ano.

O resultado das eleições parlamentares de terça-feira, que deu ao Partido Democrata o controle da Câmara dos Deputados e fortaleceu a maioria republicana no Senado, deve ser foco de discussão na reunião do Fed bem como a economia.

A nova maioria democrata na Câmara significa um novo presidente para o Comitê de Serviços Financeiros da Casa, que supervisiona o Fed.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »