07/11/2018 às 22h43min - Atualizada em 07/11/2018 às 22h43min

ES é o único estado do país a obter nota máxima do Tesouro Nacional

Nota obtida pelos estados é critério para ter garantias da União para a contratação de novos empréstimos. Assim, só os que tiverem notas finais A ou B poderão ter o aval do governo federal.

Fonte G1-ES

Palácio Anchieta, sede do governo do Espírito Santo — Foto: Fred Loureiro/Secom-ES

O Espírito Santo foi o único estado brasileiro a receber nota máxima da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) quanto à capacidade de pagamento. A informação foi obtida com base em informações divulgadas no site do Tesouro Nacional, nesta terça-feira (6).

Na edição de 2017, o Espírito Santo também obteve nota A do Tesouro Nacional dividindo o topo do ranking com o Pará.

O que significa

A STN usa a nota obtida pelos estados como critério para obtenção de garantias da União para a contratação de novos empréstimos. Assim, só os estados que obtiverem notas finais A ou B poderão ter o aval do governo federal.

O secretário da Fazenda do Estado do Espírito Santo, Bruno Funchal, explicou que a nota do Tesouro Nacional funciona como uma sinalização de boa gestão.

"É um selo de confiança. Nos dá o aval do governo federal para a obtenção de linhas de financiamento, com taxas de juros mais baixas, além de ser fator que orienta a atração de novos investimentos para o Estado", disse.

Como é a avaliação

Para compor o ranking dos estados, a STN avaliou as contas públicas de 2017 com base em três indicadores: endividamento, poupança corrente e liquidez.

Para o secretário Bruno Funchal, a nota A do Tesouro Nacional demonstra a boa situação fiscal do Estado a partir da avaliação desses três indicadores.

“O Espírito Santo é o Estado brasileiro com os melhores resultados em capacidade de pagamento de sua dívida, capacidade de geração de poupança e capacidade de pagar suas obrigações financeiras com sua disponibilidade de caixa. Mais uma vez essa avaliação é resultado do nosso equilíbrio fiscal"

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »