07/11/2018 às 22h28min - Atualizada em 07/11/2018 às 22h28min

Casal é preso por suspeita de matar o próprio filho, em Cachoeiro

Fonte ESHOJE

Um casal foi preso nesta quarta-feira (7), por suspeita de matar o próprio filho, de apenas 9 anos, e alegar que ele tentou o suicídio, no bairro Gilson Carone, em Cachoeiro de Itapemirim. Giuliano Souza Ribeiro, de 46 anos, e Tamires dos Santos Fonseca, 31, são padrasto e mãe de Luiz Gustavo dos Santos Morais.

O crime aconteceu no dia 16 de outubro. “A criança morava com o padrasto, a mãe e a irmã de 1 ano. Na ocasião, o menino foi socorrido e levado até uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). O casal alegou que ele teria tentado se suicidar no banheiro do apartamento, após ser repreendido por fazer bagunça. De acordo com os pais, o menino teria se enforcado com um cinto. Apesar de terem tentado o reanimar, Luiz Gustavo já chegou ao hospital morto”, explicou o titular da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) de Cachoeiro de Itapemirim, Felipe Vivas.

O delegado disse que, no dia do crime, o casal chegou a ser levado para prestar esclarecimentos. “O depoimento deles tinha  inúmeras incongruências. Tudo parecia muito ensaiado. No entanto, nós tínhamos de esperar o laudo cadavérico para decretar a prisão deles. Nós ouvimos outras testemunhas, que apresentaram versões que fortaleciam nossas suspeitas acerca das divergências no depoimento do casal. Por fim, o laudo cadavérico constatou que a causa da morte fora estrangulamento e não enforcamento. Mesmo depois de presos e com todas as provas, eles continuam a negar o crime”.

Giuliano foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Cachoeiro de Itapemirim e Tamires ao Centro Prisional Feminino (CPF) do mesmo município.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »