04/11/2018 às 11h54min - Atualizada em 04/11/2018 às 11h54min

Prefeitura pretende reabrir Hospital Lourenço Jorge esta semana, diz Crivella

Três pessoas morreram após incêndio neste sábado (3) que atingiu a Emergência do hospital, um dos maiores na Zona Oeste do Rio. Cremerj vai apurar as mortes ocorridas durante transferência.

Fonte G1

Comlurb faz trabalho de limpeza após incêndio em anexo de hospital no Rio de Janeiro

O Prefeito do Rio, Marcelo Crivella, afirmou neste domingo (4) que pretende reabrir ainda esta semana a emergência do Hospital Lourenço Jorge, um dos maiores da Zona Oeste do Rio, atingido por um incêndio que deixou três mortos. O Corpo de Bombeiros e a Comlurb estão no local nesta manhã fazendo a remoção dos destroços.

Crivella orientou a população local a continuar indo ao hospital. "Pode vir pro Lourenço. Temos aqui uma equipe de ambulâncias e, se não pudermos atender aqui, vamos encaminhar para outro hospital", disse.

Segundo Crivella, o objetivo é abrir ainda esta semana pelo menos o serviço de triagem da Emergência, que fica no primeiro andar da Coordenação de Emergência Regional da Barra da Tijuca, parte do complexo onde ocorreu o incêndio.

A CER funciona como uma porta de entrada do hospital: os pacientes de urgência e emergência clínica são atendidos lá, e os casos de trauma ou cirurgia são encaminhados para o hospital.

O fogo começou no segundo andar, que serve de apoio às equipes médicas, com refeitório e dormitórios - o atendimento a doentes fica no primeiro.

" A ideia que a gente tem quando olha a situação é que vai demorar (para reabrir). Mas são peças pré-moldadas, que já vêm prontas. Na parte de baixo a elétrica sofreu pouco, na parte de cima precisa ser toda refeita, mas elas são separadas. O que importa pra gente é funcionar a parte de baixo", disse Crivella.

Fogo destruiu o segundo andar da Coordenação Regional do Lourenço Jorge — Foto: Patrícia Teixeira/G1

Fogo destruiu o segundo andar da Coordenação Regional do Lourenço Jorge — Foto: Patrícia Teixeira/G1

Cremerj investiga mortes

Sobre as causas do incêndio, o prefeito afirmou que o perito ainda tem dúvidas e que hoje será divulgado. "Imáginávamos que tivesse sido um curto-circuito, mas na parte de laboratório existem matériais combustíveis, como álcool, éter, coisas do tipo."

O Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (Cremerj) fez uma vistoria neste domingo no local, mas não encontrou problemas de superlotação ou falta de estrutura.

"A gente vai ver como foram essas transferências. Vamos apurar os óbitos que ocorreram pra saber qual foi a causa e apurar essa transferência pra ver se esses pacientes foram pra locais adequados e como esses pacientes estão", disse Rafaela Leal, diretora de Fiscalização do Cremerj. "Ninguém em risco, está tudo sob controle, os problemas que eles têm no momento de falta de materiais ou de medicamentos, eles já tinham antes, não é por esses pacientes novos."

Segundo eles, na última vistoria realizada no Lourenço Jorge, em setembro, o Cremerj havia constatado a superlotação e a falta de estrutura na unidade.

Rescaldo

Nesta manhã, Comlurb e Bombeiros estão retirando as placas de aço e outros objetos que foram incinerados. Um novo foco de incêndio foi encontrado e controlado pelos bombeiros.

Bombeiros fazem rescaldo do incêndio no Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio — Foto: Reprodução

Bombeiros fazem rescaldo do incêndio no Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio — Foto: Reprodução

Três mortos

O fogo começou às 16h deste sábado (3). Às 17h, a Emergência da unidade foi fechada para novos pacientes. Meia hora depois, pacientes que estavam nas salas Vermelha e Amarela da unidade atingida começaram a ser transferidos para o Hospital Albert Schweitzer, em Realengo. Três idosos morreram durante a transferência. Ao todo 70 pessoas foram transferidas até este domingo.

Pacientes são transferidos às pressas a outras alas do Lourenço Jorge — Foto: Reprodução/Redes sociais

Pacientes são transferidos às pressas a outras alas do Lourenço Jorge — Foto: Reprodução/Redes sociais

Fogo atinge Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio — Foto: GloboNews

Fogo atinge Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio — Foto: GloboNews

Mapa mostra onde fica o Hospital Lourenço Jorge e a parte destruída — Foto: Infografia: Alexandre Mauro/G1

Mapa mostra onde fica o Hospital Lourenço Jorge e a parte destruída — Foto: Infografia: Alexandre Mauro/G1

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »