12/01/2021 às 14h24min - Atualizada em 12/01/2021 às 14h24min

Polícia pede prisão do suspeito de matar a ex-mulher em Colatina

De acordo com a Polícia Civil, o delegado ainda aguarda a expedição, por parte do Poder Judiciário, do mandado de prisão preventiva de Marcelo Vieira Cravo Stancini, suspeito de matar, com golpes de facão, Rosimar dos Santos Cruz, de 31 anos

Fonte Agazeta
A vítima identificada como Rosimar dos Santos da Cruz, 31 anos, foi assassinada com golpes de facão. Crédito: Acervo Familiar

A polícia pediu ao Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES) a prisão preventiva de Marcelo Vieira Cravo Stancini, suspeito de matar com golpes de facão a ex-exposa Rosimar dos Santos Cruz, de 31 anos, na zona rural de Colatina, no Noroeste do Espírito Santo. O crime aconteceu na noite de domingo (10).

De acordo com a Polícia Civil, o delegado ainda aguarda a expedição do mandado de prisão, por parte do Poder Judiciário. Procurado pela reportagem de A Gazeta, o TJES ainda não se manifestou sobre a expedição do documento.


O suspeito de cometer o crime foi identificado como Marcelo Cravo. Crédito: Divulgação

Segundo Deverly Pereira Júnior, responsável pelas investigações, a polícia ouviu familiares da vítima e deve ouvir outras testemunhas durante a investigação. Eles contaram que o casal estava separado e que tiveram algumas discussões.

Existia a expectativa de que o ex-marido se apresentasse na Delegacia Regional de Colatina, mas isso não aconteceu.

O CRIME

Na noite de domingo, Rosimar foi até a casa do ex-marido levar os dois filhos do casal, de quatro e 11 anos. Assim que a mulher entrou no quintal de casa com os filhos, ela teria sido atacada pelo ex-marido, que atingiu o pescoço dela com golpes de facão na frente das crianças. A mulher morreu em seguida. Após o crime, o homem fugiu.
 

Mulher foi assassinada no quintal . Crédito: Heriklis Douglas

Rosimar ficou casada com Marcelo por 15 anos, e estavam separados há quatro meses. A Polícia Militar disse que no ano passado o ex-marido registrou uma ocorrência na polícia, informando que a mulher tinha saído de casa. A polícia informou ainda que não tem nenhum registro ou histórico de agressão por parte do suspeito.

O caso foi registrado como feminicídio e segue sob investigação da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Colatina.

A vítima foi sepultada na manhã desta terça-feira (12) em Colatina
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »