21/11/2020 às 14h24min - Atualizada em 21/11/2020 às 14h24min

Felipão divide responsabilidade por escassez de gols no Cruzeiro: "Estamos fazendo um por jogo"

Após empate em casa, treinador diz que função ofensiva não pode cair apenas na conta dos centroavantes

Fonte Globo Esporte
Marcelo Moreno encara o marcador durante o jogo entre Cruzeiro e Figueirense — Foto: Bruno Haddad

A criação no Cruzeiro tem sido o grande problema na Série B do Brasileiro. A dificuldade em criar chances e fazer gols foi tema nas declarações do técnico Luiz Felipe Scolari, após o empate com o Figueirense, nessa sexta, no Mineirão. Para ele, a responsabilidade pelos gols precisa ser dividida por todos.

- Não é só centroavante que tem que fazer o gol, ele tem que trabalhar para a equipe, para outros fazerem gol. O Marcelo (Moreno) foi para a seleção (boliviana) e, em dois jogos, fez dois gols. Não é só centroavante que tem que fazer gol, os meias também têm que fazer isso. Não podemos criar fantasmas de centroavantes. Eles não jogam sozinho, jogam em equipe.

O treinador citou a média que tem sido recorrente na campanha do Cruzeiro. Quando o time balança as redes, costuma atingir o objetivo apenas uma vez por partida. Foi assim em 11 dos 16 jogos em que a equipe venceu a meta adversária.

Para o treinador, a responsabilidade não pode cair apenas na conta dos centroavantes, mas precisa ser dividida por toda a equipe.

- Temos que ver biótipo, forma como jogadores jogam, suas características. Vamos ver Thiago, Moreno, que são fortes, jogadores que são mais de área, não mais de trabalho de bola, mas finalização. Isso que se vem acontecendo no início. Estamos fazendo sempre um gol por jogo.

Em 15º lugar na tabela, após o jogo com o Figueirense, o Cruzeiro volta a campo na próxima terça-feira pela 23ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O time de Luiz Felipe Scolari enfrenta a Chapecoense, líder da competição, na Arena Condá, no interior de Santa Catarina.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »