18/10/2020 às 14h20min - Atualizada em 18/10/2020 às 14h20min

Homem é preso por atirar em cachorro com espingarda em Santa Maria de Jetibá

O produtor, segundo os policiais, confessou o ato e disse que atirou contra o animal porque o cachorro, da raça poodle, fica invadindo a propriedade dele

Fonte A Gazeta
Homem atirou em cachorro com espingarda de pressão. Crédito: Divulgação

Um produtor rural foi preso por atirar no cachorro do vizinho com uma espingarda de pressão em Santa Maria de Jetibá. O caso aconteceu na manhã desse sábado (17) no distrito de Alto São Sebastião.

Segundo informações de policiais que atenderam a ocorrência, o dono do cachorro procurou a Polícia Militar por volta de 12h, avisando que o animal, da raça poodle, tinha sido atingido por um tiro de "chumbinho".

De acordo com a ocorrência, o produtor rural teria se irritado ao ver o cachorro em cima da horta de alface dele. Os dois vizinhos, segundo testemunhas, já tinham problemas de convivência. O suspeito, então, pegou a espingarda e atirou de dentro da casa, acertando uma das patas do animal.

O produtor rural, em um primeiro momento, negou o crime, mas os policiais encontraram uma espingarda escondida no meio de um lixo na área externa da casa dele. Após a descoberta, o produtor, segundo os policiais, confessou o ato e disse que atirou contra o animal porque o cachorro fica invadindo a propriedade dele.

NOVA LEI

O produtor rural foi levado para a delegacia em Aracruz. De acordo com o sargento Kempim, da 8ª Companhia Independente de Polícia Militar, o delegado autuou o suspeito com base na nova lei sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro em setembro, que aumenta a punição para quem praticar abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais.

"Foi o primeiro caso após a publicação da nova lei de maus-tratos a animais, que prevê uma pena de cinco anos. Com isso, o delegado não pôde arbitrar fiança porque ele só pode arbitrar fiança. Então, o homem ficou preso, foi encaminhado para o presídio e vai passar por audiência de custódia", relatou o sargento que acompanhou o caso.

Apesar do susto, o cachorro passa bem e está em casa. O cachorro é acompanhado pelo grupo de voluntários 'Protetores de Santa Maria de Jetibá", que ajuda os animais na cidade
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »