05/08/2020 às 10h03min - Atualizada em 05/08/2020 às 10h03min

A partir desta quarta, Vale e Defesa Civil testam sirenes de barragens em Minas

Sirenes poderão ser ouvidas mensalmente em Brumadinho, Sabará, Santa Luzia e Santa Bárbara. Veja como serão os testes

Fonte Estado de Minas
Modelo de sirene instalada em barragem de Itabirito, na Grande BH (foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)

Começa nesta quarta-feira, 5 de agosto, uma nova rotina de testes mensais dos sistemas de sirenes em barragens de quatro minas da Vale em Minas Gerais. A rotina será realizada pela mineradora em parceria com a Defesa Civil estadual e órgãos municipais. Os alarmes estão entre os principais itens de segurança para alertar a população caso ocorra um rompimento de barragem como em Mariana, na Região Central de Minas, e Brumadinho, na Grande BH. É neste último que será realizado o primeiro teste.

A partir das 10h, as sirenes irão tocar na barragem Capim Branco, na Mina Jangada. “O comissionamento consiste no acionamento das sirenes para teste técnico dos equipamentos. As autoridades competentes e a população do entorno já foram comunicadas sobre o teste. O som poderá ser ouvido em parte das comunidades de Jangada e Casa Branca, no Condomínio Recanto da Neblina e em propriedades rurais próximas. Antes do acionamento das sirenes, será emitida uma mensagem reforçando que a atividade consiste em um teste”, informou a Vale.

Depois desse teste, os próximos vão ocorrer no dia 5 de cada mês, sempre às 10h. No entanto, ao invés do alarme, as sirenes vão emitir música instrumental. A Vale ainda alerta que a barragem de sedimentos de Capim Branco está desativada e se encontra em nível 1 de emergência, que não existe a evacuação da população que vive à jusante. A estrutura é monitorada.  

“Ainda em Brumadinho, a Vale e as Defesas Civis também estão dando continuidade às ações de implantação dos PAEBMs (Planos de Ação de Emergência para Barragens) das estruturas da Mina Córrego do Feijão. Após o primeiro acionamento do sistema sonoro das barragens Menezes I, Menezes II, B6 e B7 no ano passado, durante treinamento de emergência do Corpo de Bombeiros, está previsto o início da rotina mensal de testes de sirenes dessas estruturas a partir de setembro”, diz a mineradora. No ano passado, a Barragem 1 da Mina Córrego do Feijão se rompeu, deixando 259 mortos e 11 desaparecidos.

Os próximos testes ocorrem em 19 de agosto. Às 10h, as sirenes serão ativadas na Barragem Galego, da Mina Córrego do Meio, em Sabará, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O alerta poderá ser ouvido em parte da área industrial de Santa Luzia, na mesma região, dos bairros Córrego das Lajes e Borba Gato, da Vila Bom Destino e em parte da BR-381. A barragem de Sabará também está inativa e, de acordo com a mineradora, possui Declaração de Condição de Estabilidade (DCE) vigente.

No mesmo dia e horário, haverá o primeiro teste na Barragem Principal da Mina Capanema, no município de Santa Bárbara, na Região Central de Minas. As sirenes poderão ser ouvidas em parte da área do Parque Nacional da Serra do Gandarela e Vigário da Vara.  Assim como em Sabará, a barragem está inativa e também tem DCE vigente.

Nas barragens de Sabará e Santa Bárbara, os testes serão realizados no dia 19 de cada mês, no mesmo horário e, assim como em Brumadinho, nos meses seguintes haverá música instrumental no lugar do alarme
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »