31/07/2020 às 13h47min - Atualizada em 31/07/2020 às 13h47min

Suspeito de atacar rivais do tráfico e atirar contra policiais é preso na Serra

Segundo a Polícia Civil, o homem de 20 anos foi o responsável por efetuar cinco disparos de rajada contra policiais da DHPP da Serra.

Fonte G1/ES
Alef Dias Souza, de 20 anos, é suspeito de atirar contra policiais civis e de balear um homem na Serra — Foto: Reprodução/Polícia Civil

Está preso o terceiro suspeito de participar de um ataque a traficantes rivais no bairro Nova Carapina II, na Serra, no Espírito Santo, no dia 26 de junho deste ano.

De acordo com a Polícia Civil, Alef Dias Ferreira, de 20 anos, não só baleou um dos participantes do confronto como também atirou contra três policiais civis utilizando uma submetralhadora.

A prisão aconteceu nesta quinta-feira (30) no bairro Jardim Limoeiro, na Serra. Na casa em que ele estava escondido, foram encontrados um carregador alongado, munição e 30 buchas de maconha.


Na casa em que o suspeito foi preso, foram encontradas drogas e munição — Foto: Reprodução/Polícia Civil

As investigações da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) do município apontam que ele era um dos quatro ocupantes de um carro prata que entraram em confronto com traficantes rivais que estavam em outro veículo na Rua Andrelândia, em Nova Carapina.

Durante o ataque, houve uma intensa troca de tiros e um ocupante do carro branco foi baleado na cabeça justamente por Alef, que era quem portava uma submetralhadora calibre 380, segundo a polícia.

Policiais da DHPP da Serra, incluindo o delegado titular Rodrigo Sandi Mori, estavam no bairro Planalto Serrano realizando diligências sobre outro caso. Ao receberem as informações sobre o confronto, eles foram até Nova Carapina.

"Quando estávamos entrando no bairro, virando a Avenida Belo Horizonte, nos deparamos com o Polo prata. Foi dada a ordem de parada, mas eles não obedeceram e empreenderam fuga. Foi iniciada uma perseguição e em determinado momento os dois indivíduos que estavam no banco traseiro do veículo efetuaram disparos de arma de fogo em direção à nossa guarnição", relatou o delegado Rodrigo Sandi Mori.

Segundo Sandi Mori, Alef também foi o responsável pelos cinco disparos efetuados contra os policiais, que não se feriram e revidaram os tiros. A perseguição só acabou quando o veículo em que os criminosos estavam bateu em um muro.

Na data, dois dos quatro suspeitos foram presos em flagrante. Já Alef Dias e o outro jovem, que dirigia o veículo, conseguiram fugir.

Sandi Mori explicou que Alef começou a se envolver com o crime recentemente. Durante o ataque aos traficantes rivais da rua Andrelândia, ele buscava vingança pela morte de um primo. No entanto, cerca de um mês após o crime, acabou sendo localizado.

"Era questão de honra para a nossa delegacia efetuar a prisão desse indivíduo, principalmente para mostrar que ações como essa não serão toleradas por nós. Se atirarem em polícia, a resposta será efetiva e imediata, com a prisão de todos os envolvidos", pontuou o delegado.


Carro da polícia ficou com marca de tiro — Foto: Reprodução/TV Gazeta

Alef Dias foi autuado por seis tentativas de homicídio, sendo três contra os policiais e outras três contra traficantes rivais, além de tráfico de drogas e posse ilegal de munições de uso restrito. Ele foi levado para o presídio.

O quarto suspeito ainda está foragido
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »