31/07/2020 às 13h02min - Atualizada em 31/07/2020 às 13h02min

Huawei anuncia Band B6, que poderá usada como fone sem fio

Equipamentos da série Huawei B possuem recursos exclusivos

Fonte Olhar Digital
Nesta quinta-feira (30), a Huawei anunciou oficialmente a sua nova pulseira inteligente, a Huawei Band B6. O acessório faz parte da série Huawei B, que possui recursos exclusivos. O anunciado hoje, por exemplo, pode ser uma pulseira inteligente ou um fone bluetooth.

A Huawei Band B6 mantém o design dois em um de suas antecessoras. O dispositivo possui uma tela colorida 3D de 1,53 polegada (50% maior que o modelo anterior), com densidade de pixels de 326PPi, brilho adaptável e suporte para notificações de mensagens e assistente de voz. A pulseira é equipada com o chip Kirin A1, desenvolvido pela própria empresa chinesa, e possui suporte ao Bluetooth 5.2.

Usada como fone de ouvido, possui redução de ruído otimizado por algoritmo. A promessa é de que a bateria dure até oito horas de "conversa". Utilizando um USB-C, uma carga de 10 minutos garante metade dessa autonomia. Quanto ao seu uso para monitoramento de saúde, possui medidor de frequência cardíaca, sono, estresse e oxigenação do sangue. Para usuárias mulheres, há ainda controle de ciclo menstrual.

Além disso, a Huawei Band B6 possui recurso para detecção de arritmia e riscos durante o sono. Também possui nove modos esportivos, com monitoramento de dados em tempo real. A pulseira também possui função de lembretes, notificação de mensagem de texto, chamadas, despertador, compromissos. Também é possível digitalizar QR Codes, controlar a reprodução de música e tirar fotos remotamente.

O dispositivo não teve seu preço revelado, mas a pré-venda começa já nesta noite. A venda estará oficialmente aberta em 6 de agosto. Não há informações de quais mercados receberão o produto.

França bane Huawei a partir de 2028

Os EUA recomendam a países aliados que não fechem acordos com a empresa chinesa de telecomunicações Huawei. No começo de julho, a pressão surtiu efeito no Reino Unido, que baniu a companhia do planejamento de suas operações 5G. Agora a França segue por um caminho parecido.

O governo francês, no entanto, não foi drástico em sua decisão. Equipamentos da Huawei podem continuar sendo utilizados no país. As licenças de funcionamento, por outro lado, não serão renovadas quando vencerem

Via: Gizchina
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »