12/07/2020 às 19h39min - Atualizada em 12/07/2020 às 19h39min

Aos 66 anos, médico de Linhares morre vítima do coronavírus

Familiares contaram que apesar de ser do grupo de risco, Aloysio Nobrega da Motta afirmou que ia se manter trabalhando já que tinha jurado salvar vidas

Fonte A Gazeta
Aloysio Nobrega da Motta, médico anestesiologia em Linhares, morreu aos 66 anos. . Crédito: Acervo Pessoal

Médico, com mais de quatro décadas de trabalho, e pioneiro da anestesiologia em Linhares, no Norte do Espírito Santo, Aloysio Nobrega da Motta morreu aos 66 anos, neste sábado (11). O profissional estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular do município, infectado pelo novo coronavírus.

Morador do Centro, o médico atuava nos três hospitais do município. De acordo com a família, ele era portador de diabetes, hipertensão e leucemia crônica. Além disso, Aloysio já tinha vencido um câncer. Familiares contaram que apesar de ser do grupo de risco, o médico afirmou que ia se manter trabalhando já que tinha jurado salvar vidas.

Segundo a família, o médico ficou internado por quinze dias. Ele é o primeiro profissional da saúde de Linhares que teve o óbito confirmado em decorrência do novo coronavírus.

O médico Júnior Biancardi atuava com o Aloysio e afirmou que era um profissional muito querido e respeitados pelos colegas. “Um médico e homem correto, ético e sempre em busca do melhor para os pacientes dentro do centro cirúrgico”, afirmou.

HOMENAGEM

Na manhã deste domingo (12), familiares, colegas de trabalho e amigos prepararam uma homenagem para se despedir do médico, um cortejo fúnebre percorreu algumas ruas de Linhares. A carreata saiu do hospital onde a vítima estava internada e passou por mais duas unidades onde Aloysio prestava serviços.

Durante o cortejos, as pessoas aplaudiram e um carro de som agradecia os profissionais que atenderam o médico durante seu período internado
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »