09/07/2020 às 08h44min - Atualizada em 09/07/2020 às 08h44min

Homem preso duas vezes no mesmo dia por furtar clínica no ES é solto de novo

Armando Sena foi preso pela primeira vez na manhã de segunda (06) após tentar furtar uma clínica em Vila Velha. Foi solto pela Polícia Civil e, no mesmo dia, voltou ao estabelecimento. Ele chegou a ser levado para o presídio, mas a Justiça expediu o alvará de soltura nesta quarta-feira

Fonte A Gazeta
O homem foi preso pela primeira vez de manhã dentro da clínica de fisioterapia em Vila Velha, mas acabou liberado no mesmo dia. Crédito: Reprodução/ TV Gazeta

O homem preso em Vila Velha duas vezes em um único dia depois de tentar furtar a mesma clínica de fisioterapia foi solto novamente. Dessa vez, por decisão da Justiça. O suspeito, Armando Sena Oliveira, chegou a ser levado para o presídio em Viana após cometer os crimes na segunda-feira (06), mas a juíza Raquel de Almeida Valinho concedeu liberdade provisória sem fiança para ele.

O alvará de soltura foi expedido na manhã de quarta-feira (08). Armando foi preso pela primeira vez na manhã de segunda. O suspeito foi flagrado depois que o alarme do estabelecimento tocou e estava com uma sacola com eletrodomésticos da clínica.

O homem foi levado para a delegacia por volta das 7h, mas não ficou preso e foi liberado pelo delegado. Segundo a Polícia Civil, ele foi liberado com base na aplicação do princípio jurídico da insignificância, já que não tinha histórico criminal, não causou dano ao patrimônio alheio e a ação criminosa não foi consumada, já que ele foi flagrado enquanto tentava cometer o crime.

Às 15h da mesma segunda-feira, o suspeito já estava na rua. De acordo com o dono do estabelecimento, o suspeito saiu da delegacia a pé e voltou direto para a clínica para tentar furtar novamente. Após ser detido novamente, a Polícia Civil manteve a prisão e o conduziu para o presídio.

A juíza Raquel de Almeida Valinho, porém, decidiu por libertá-lo provisoriamente, alegando que não há registros criminais antecedentes contra Armando. Para a magistrada, a liberdade dele "não oferece risco à ordem econômica, à ordem pública, à instrução criminal ou à aplicação da lei penal, considerando que possui residência fixa e ocupação lícita".

O suspeito precisa seguir algumas medidas cautelares: ele está impedido de sair da Grande Vitória sem autorização da Justiça, está proibido de frequentar bares e boates, de ter contato com a vítima e de ir à clínica que furtou e não pode sair de casa entre as 20h e 6h
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »