02/07/2020 às 21h44min - Atualizada em 02/07/2020 às 21h44min

Homem aborda menina de 11 anos na rua, aprisiona e estupra no ES

Segundo a polícia, o acusado ofereceu um lanche para a menina, que estava em uma praça, no caminho asfixiou a criança e a obrigou a entrar na casa dele

Fonte A Gazeta
O delegado da DPCA Douglas Vieira informou que o crime aconteceu no começo do mês de junho. Crédito: Camila Ferreira/PCES

Um homem foi preso pela Polícia Civil na madrugada desta quinta-feira (2), acusado de estuprar uma menina de 11 anos na Grande Vitória. De acordo com a polícia, o crime ocorreu no começo do mês de junho. O local onde o crime e a prisão aconteceram não foi revelado pela Polícia Civil, para preservar a vítima.

O adjunto da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), Douglas Vieira, explicou que a menina fugiu de casa após um desentendimento com a mãe. A garota então foi andando até a casa da avó, em outro município, e foi abordada pelo acusado quando descansava em uma praça, por volta das 20h.

"O suspeito a abordou e perguntou se ela estava com fome. Ela disse que sim, então ele ofertou um lanche e ela aceitou. Ele a convidou a ir em uma lanchonete e, no caminho, passou em frente a porta de acesso à sua residência, que fica entre a praça e a lanchonete, e empurrou a criança pra dentro. Ele asfixiou a criança, forçando-a a entrar na casa dele."

Segundo o delegado, o acusado obrigou a menina a ingerir goles de cerveja e a estuprou. Logo após o ato, ele chamou o filho, de 16 anos, para que também estuprasse a garota. Vieira elucidou que a ideia do acusado era manter a menina em cativeiro, mas que, por ter ingerido uma grande quantidade de álcool, ele dormiu e a menina conseguiu fugir, por volta de 1h da manhã.

"A criança aproveitou para fugir. Ela ficou perambulando pela rua quando um motorista de aplicativo a viu e perguntou a situação. Ela relatou o ocorrido e ele deixou a criança na porta de sua residência e foi embora, nós não conseguimos identificar o motorista", disse.

O delegado alegou que a menina foi levada pelos pais ao Departamento Médico Legal (DML) para realizar os exames, que constataram a presença de sêmem e que ela sofreu relações sexuais recentemente. A menina depois foi encaminhada ao hospital.

O suspeito foi acusado pelos crimes de estupro de vulnerável, corrupção de menores e servir bebida a menores de 18 anos, sendo os dois últimos previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente. Ele foi preso e encaminhado para o complexo penitenciário de Xuri. Já o filho do acusado será investigado pela DPCA, pois existe a possibilidade dele ter sido forçado pelo pai a estuprar a menina, ainda não comprovada.

OUTROS CRIMES

De acordo com o delegado Douglas Vieira, a hipótese de que o acusado esteja envolvido em outros crimes não está descartada, já que ele é de outro estado e pode ter passagens pela polícia em outro lugar. No Espírito Santo, segundo Vieira, o suspeito não possui passagem pela polícia, mas a Polícia Civil irá investigar a possibilidade de o acusado ter envolvimento em outros crimes similares.

"Dada a forma que ele agiu, acompanhando a vítima na praça, utilizando da vulnerabilidade dela, acreditamos que possam existir outras vítimas. Pela forma que ele agiu, parece que foi tudo premeditado. Nós estamos investigando e apurando", finalizou
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »