01/07/2020 às 09h40min - Atualizada em 01/07/2020 às 09h40min

Justiça nega pedido para soltar capixaba acusado de matar mineira nos EUA

Wenderson Júnior Dalbem Silva está preso por ser um dos dois acusados de matar Ana Paula Feitosa dos Santos Braga no apartamento da vítima, na cidade de Los Angeles, na Califórnia, e ocultado o corpo da jovem

Fonte A Gazeta
Thiago Philipe Souza Bragança e Wendersonl Júnior Dalbem Silva suspeitos de matarem Ana Paula. Crédito: Redes sociais

O Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES) negou, nessa terça-feira (30), um pedido liminar para soltar Wenderson Júnior Dalbem Silva, preso por ser um dos dois acusados de matar a mineira Ana Paula Feitosa dos Santos Braga, de 23 anos, mais conhecida como Ana Paula Braga, no apartamento da vítima, na cidade de Los Angeles, na Califórnia, e ocultado o corpo da jovem.

A decisão é do relator do pedido na Segunda Câmara Criminal do TJES, desembargador Sérgio Bizzoto Pessoa de Mendonça. O desembargador manteve uma decisão do juiz Marcos Pereira Sanches, da 1ª Vara Criminal de Vitória, que também negou liberdade provisória para Wenderson.

Wenderson e Thiago Philipe Souza Bragança foram presos em fevereiro, em Cariacica, como suspeitos de assassinar a brasileira nos Estados Unidos. Os dois se tornaram réus após a Justiça aceitar em abril a denúncia do Ministério Público do Estado.

De acordo com a polícia, eles teriam estrangulado a vítima com fio de um equipamento elétrico. Depois, envolveram o corpo da jovem em um edredom, o transportaram para outro local e o esconderam em uma caçamba de lixo no Deserto de Hot Springs. Para rejeitar o pedido de liberdade, o desembargador apontou as circunstâncias e a "crueldade envolvida" no crime, além do risco de fuga.


Ana Paula Feitosa dos Santos Braga, mais conhecida como Ana Paula Braga, assassinada nos EUA. Crédito: Reprodução/Instgaram

A polícia americana teve acesso às imagens de câmeras de videomonitoramento que mostram os suspeitos entrando no apartamento de Ana Paula e, mais tarde, saindo com um grande volume, idêntico ao edredom em que a vítima aparece enrolada no mencionado vídeo. A polícia encontrou vestígios de sangue no apartamento de Ana Paula.

A FUGA

De acordo com as investigações, após cometerem o crime, os suspeitos fugiram para o México e, em seguida, retornaram ao Brasil. Ambos foram inicialmente para Pancas, Noroeste do Espírito Santo, na divisa com Minas Gerais. Ficaram na casa dos avós paternos de Thiago, que foram ameaçados por ele no intuito de obter vantagem econômica.

Durante sua permanência, Thiago enviou um vídeo do apartamento da vítima para intimidar seu pai, ameaçando que faria o mesmo com os avós se não lhe desse dinheiro. Além disso, os suspeitos enviaram arquivos de áudio descrevendo o crime para um primo e o irmão mais novo de Thiago. A polícia de Los Angeles confirmou que a cena do crime é exatamente como demonstrado no vídeo
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »