30/06/2020 às 11h15min - Atualizada em 30/06/2020 às 11h15min

Dólar opera em alta no último pregão do mês, com temores sobre nova onda de coronavírus

Nesta segunda-feira, moeda norte-americana recuou 0,64%, a R$ 5,4258.

Fonte G1
Notas de dólar — Foto: Gary Cameron/Reuters

O dólar opera em alta nesta terça-feira (30), no último pregão de junho, caminhando para alta acumulada de quase 2% no mês, diante de temores sobre uma segunda onda de Covid-19 e tensões entre Estados Unidos e China.

Às 11h, a moeda norte-americana subia 0,79%, vendida a R$ 5,4688.

Na véspera, a moeda norte-americana recuou 0,64%, a R$ 5,4258. Na parcial do mês, o avanço da moeda norte-americana é de 1,68% até segunda. No acumulado de 2020, a alta está em 35,31%.

O Banco Central ofertará nesta terça-feira até 12 mil contratos de swap tradicional com vencimento em novembro de 2020 e março de 2021.

Cenário local e externo

O sentimento de risco dos mercados globais piorava nesta terça-feira, com dados pessimistas de grandes economias da Europa minando as esperanças sobre uma rápida recuperação econômica global diante da crise do coronavírus, destaca a Reuters.

Os números sombrios eram agravados por temores sobre uma segunda da doença, que poderia forçar a volta de lockdowns prejudiciais.

O número de casos nos Estados Unidos, principalmente, "agrava as preocupações do mercado sobre o risco de as autoridades terem que voltar atrás no processo de reabertura dos negócios", disse à Reuters Luciano Rostagno, estrategista-chefe do banco Mizuho.

Ainda no radar dos investidores, o Parlamento da China sancionou uma lei de segurança nacional para Hong Kong nesta terça-feira, medida que tende a gerar resposta norte-americana, despertando incertezas sobre o futuro do acordo comercial entre as duas maiores economias do mundo.

Segundo Rostagno, o pessimismo compensava dados promissores da China, cuja atividade industrial cresceu a um ritmo mais forte em junho depois que o governo suspendeu restrições e ampliou o investimento
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »