29/06/2020 às 22h07min - Atualizada em 29/06/2020 às 22h07min

Trabalhador fica até uma hora em "fila" virtual no aplicativo Caixa Tem

Além da espera, usuários relataram problemas para pagar boletos, ver o saldo e até para fazer pagamentos via QRCode

Fonte A Gazeta
Usuários reclama de fila para entrar no aplicativo da Caixa. Crédito: Reprodução / Twitter

Os usuários do aplicativo Caixa Tem da Caixa Econômica Federal relataram erros e demora no sistema nesta segunda-feira (29). O app está sendo utilizado pelo banco para pagar o auxílio emergencial de R$ 600, o benefício para quem teve o salário suspenso ou reduzido e o saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Algumas pessoas afirmam que tiveram que enfrentar "filas" virtuais de quase uma hora para conseguir acessar o sistema e, ao entrar, não conseguiram utilizar as opções de pagar boletos, ver o saldo ou utilizar a modalidade de pagamento por QR Code.

É o caso da estudante e  microempreendedora individual Natalia Vicente, de 34 anos. Ela afirma que recebeu a segunda parcela do auxílio emergencial neste final de semana e tentou utilizar o saldo para pagar contas, mas não conseguiu.

"Consegui entrar depois de quase meia hora de espera e quando comecei a fazer o cadastro já vi que não era algo simples. Tentei pagar um boleto, mas deu erro. Achei que era problema no boleto, mas não deu certo com nenhum dos três que tentei pagar", relata.

Ela conta que viu nas redes sociais que muitas pessoas estavam relatando problemas perecidos. Uma das reclamações era de um usuário que tentou passar uma compra de supermercado utilizando a opção de pagamento pelo QR Code, mas acabou passando constrangimento por conta do erro no sistema.

"Eu que sou instruída tive dificuldade, imagina quem não tem tanta intimidade com tecnologia. E tem gente precisando do dinheiro para comprar comida, se o app não funciona a pessoa pode acabar  ficando sem ter o que comer", diz.

Os problemas relatados pelos usuários podem estar relacionados ao grande fluxo de pessoas acessando o aplicativo. Nesta segunda-feira (29), a Caixa iniciou o depósito de R$ 1.045 do FGTS para os nascidos em janeiro.

É também nesta semana que muitos trabalhadores que tiveram os salários reduzidos ou suspensos recebem a segunda parcela do Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e Renda (BEm).

Já no último sábado (27) foi depositado o auxílio emergencial de R$ 600 para nascidos em janeiro e fevereiro, como é o caso da Natalia, referentes ao 1º lote da terceira parcela ; do 2º lote da segunda parcela ; e do 4º lote da primeira parcela.

"A primeira parcela do auxílio, que recebi em maio, caiu na conta que indiquei no momento do cadastro. Mas agora, todas as outras só podem ser movimentadas através do Caixa Tem. Senão terei que esperar quase um mês para conseguir sacar ou fazer transferência", explica.

VOLUME DE ACESSOS PROVOCOU PROBLEMAS

Em nota, a Caixa informou que o sistema do aplicativo Caixa Tem sofreu "intermitências" por conta do grande volume de acessos. "Todavia, os usuários puderam concluir as operações em novas tentativas ao longo do dia com a normalização do volume", disse.

O banco ainda lembrou que o app está disponível 24 horas e disse que está fazendo melhorias nas soluções de tecnologia. Contudo, a grande demanda de acessos podem provocar intermitências no serviço nos momentos de maior concentração
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »