06/06/2020 às 19h43min - Atualizada em 06/06/2020 às 19h43min

Secretário de Saúde do ES: "Não escondemos nossos mortos"

Ministério da Saúde decidiu recontar mortos por Covid-19 no país, afirmando que dados atuais seriam "fantasiosos" ou "manipulados" e acusou Estados e municípios de inflar os números

Fonte A Gazeta
Secretário de Saúde Nésio Fernandes em prestação de contas virtual à Assembleia Legislativa nesta sexta-feira (05). Neste sábado, ele foi ao Twitter falar sobre divulgação de dados sobre Covid-19 . Crédito: Ellen Campanharo/Ales

O secretário de Estado da Saúde do Espírito Santo, Nesio Fernandes, comentou neste sábado (06) a decisão do Ministério da Saúde de recontar o número de mortes por Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, no Brasil. A nova estratégia da pasta deve diminuir, ao menos na hora da divulgação, a quantidade de vítimas, numa manobra pouco transparente.

"Nós não escondemos nossos mortos, nem falseamos o dados", escreveu o secretário, ao compartilhar reportagem que registra uma nota do Conselho Nacional de Secretários de Saúde.

A entidade, de acordo com o Jornal Hoje, da TV Globo, reagiu com veemência e indignação à declaração do empresário Carlos Wizard, futuro secretário de Ciência e Tecnologia do Ministério da Saúde. Wizard disse ao jornal "O Globo" que a pasta está recontando o número de mortos pela Covid-19 pois os dados atuais são "fantasiosos" ou "manipulados" e acusou Estados e municípios de inflar os números para conseguir recursos.

O próprio presidente Jair Bolsonaro (sem partido) admitiu, neste sábado, que o governo federal vai mudar a forma de divulgar os dados.

O novo modelo já começou a ser usado no boletim da noite de sexta, quando foi divulgado que o país registrou 1.005 óbitos nas últimas 24 horas. O boletim do Ministério da Saúde não informou o total de mortes e nem o total de casos confirmados da Covid-19 desde o início da pandemia.

A pasta também deixou de divulgar o total de casos em investigação para a doença, que até quinta-feira (4) era de 4.159. O portal do Ministério da Saúde com as informações consolidadas saiu do ar na noite da sexta-feira (5), e só retornou na tarde deste sábado (6), por volta de 16h30. Agora, a página mostra somente os números registrados no último dia.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »