25/03/2020 às 19h22min - Atualizada em 25/03/2020 às 19h22min

Brasil registra 57 mortes ligadas ao coronavírus e tem 2.433 casos confirmados da infecção

Pela primeira vez, foram registradas mortes fora do eixo Rio-São Paulo

Fonte Estado de Minas
Dados foram divulgados na tarde desta quarta-feira (foto: Divulgação/ Fiocruz)

Já são 57 mortes relacionadas ao novo coronavírus. Além disso, o Brasil registra 2.433 casos confirmados da doença. Essa é o primeiro balanço do Ministério da Saúde que registra óbitos fora do eixo Rio-São Paulo. Agora, a única região que não apresenta mortes é a Centro-Oeste. Os números foram informados em coletiva na tarde desta quarta-feira (25).

De acordo com o boletim epidemiológico, os estados do Amazonas, Pernambuco e Rio Grande do Sul agora registram uma morte cada um. Além desses três, São Paulo contabiliza 48 (oito a mais do que o indicado no último balanço). O Rio de Janeiro segue com seis mortes, o mesmo número apresentado nessa terça-feira.

A Região Sudeste ainda é a que apresenta o maior número de infecções, registrando 1.404, quase quatro vezes mais do que o Nordeste, segunda região que mais apresenta caos. São Paulo é o estado que tem a situação mais crítica, com 862 casos. O Rio de Janeiro tem 370, seguido de Minas, com 133 (três a mais do que o registrado no último boletim), e o Espírito Santo, com 39.
 
O Nordeste contabiliza 390 registros. O estado mais crítico de lá segue sendo o Ceará, com 200 casos. Em terceiro lugar está a Região Sul, com 313 casos, 12,9% do total registrado no país.

O Centro-Oeste, apesar de ser a região menos populosa do Brasil, não é a que aparece com menor número. Ainda que não tenha mortes até o momento, por lá já foram registrados 221 casos.

Esse é o 29° boletim epidemiológico apresentado pelo ministério. Nesta quinta-feira, a pasta completará um mês de levantamento.

O que é o coronavírus?

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Como a COVID-19 é transmitida?

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

    Febre
    Tosse
    Falta de ar e dificuldade para respirar
    Problemas gástricos
    Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

    Pneumonia
    Síndrome respiratória aguda severa
    Insuficiência renal

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o coronavírus é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »