23/03/2020 às 12h41min - Atualizada em 23/03/2020 às 12h41min

GGIM faz reunião extraordinária e endurece medidas contra a circulação de pessoas em Baixo Guandu, ES

Com informações da PMBG
A reunião aconteceu hoje no auditório do Ministério Público e a ordem é restringir o número de pessoas nas ruas

Criado em 2013 pela Prefeitura com a finalidade de tratar de questões relacionadas à Segurança Pública, o Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM) fez hoje (23/03) pela manhã uma reunião extraordinária no auditório do Ministério Público em Baixo Guandu.
 
O encontro serviu para analisar as medidas tomadas na cidade em relação ao combate à pandemia de coronavírus, com autoridades locais ligadas à segurança anunciando medidas mais duras visando a restrição da circulação de pessoas na cidade.

Entre as medidas anunciadas constam:
• Fiscalização severa sobre funcionamento de bares, que estão proibidos de abrir em qualquer horário, o mesmo ocorrendo com o comércio em geral. A exceção são farmácias, supermercados, postos de combustíveis, alimentação, lojas de produtos animais, padarias, distribuidora de água e gás;
• Manutenção da proibição da feirinha municipal;
• Vacinação para os idosos em domicílio, para evitar aglomerações em postos de Saúde, medida já adotada desde hoje pela Secretaria Municipal de Saúde;
• Monitoramento de pessoas em situação de rua;
• Monitoramento de pessoas que chegam à cidade provenientes do exterior e de outras cidades ou estados do país;
• Orientação aos supermercados, farmácias e demais lojas comerciais autorizadas a funcionar, no sentido de evitar aglomerações e respeitando a distância entre as pessoas.

A reunião do GGIM deixou claro que a Policia Militar e os órgãos de fiscalização da Prefeitura vão agir em caso de descumprimento do decreto estadual que definiu uma série de proibições. Ontem a Policia Militar, junto com a Defesa Civil Municipal, já fez blitz na cidade orientando especialmente os bares no perímetro urbano, mas a partir de hoje quem descumprir as normas de proibição vai ser conduzido à Delegacia de Polícia.

A ordem é uma só: restringir ao máximo o número de pessoas circulando pelas ruas, para evitar a disseminação do novo coronavírus. Esta medida tem se mostrado eficiente para conter a evolução de casos em todo mundo e está sendo aplicada também em Baixo Guandu e em praticamente todo o país.

Baixo Guandu ainda não tem casos suspeitos ou confirmados de coronavírus, mas as autoridades ligadas ao GGIM admitem que a doença vai chegar ao município.

Além do prefeito Neto Barros, participaram da reunião do GGIM o comandante da PM local,  capitão Wagner Batista; o promotor público José Eugênio, vários secretários municipais e servidores da área Jurídica, diretores do Hospital João dos Santos Neves e representantes da Secretaria Municipal de Saúde, órgão diretamente responsável pela condução das atividades de prevenção ao coronavírus
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »