20/09/2019 às 13h38min - Atualizada em 20/09/2019 às 13h38min

Por medo, moradores de Andorinhas e Santa Martha evitam rua após as 18h

Após mais um tiroteio, população de Andorinhas e Santa Martha, bairros que são palcos de confrontos entre gangues rivais e entre criminosos e policiais, relatam insegurança na região

Fonte Gazeta Online
Polícia Militar na região de Andorinhas, em Vitória, na manhã desta sexta, após intenso tiroteio na noite desta quinta - Foto: Caíque Verli

Uma vida inteira refém do medo. Assim vivem os moradores de Andorinhas e Santa Martha, dois bairros que são frequentemente palcos de confrontos entre gangues rivais e entre criminosos e policiais militares.

O último confronto, na noite de quinta-feira (20), assustou moradores de outros bairros da capital. Um dos disparos atingiu a janela do 12º andar de um edifício do Barro Vermelho. Em Andorinhas e Santa Martha, o relato é que as ruas ficam desertas após as 18h porque os moradores temem ser atingidos por balas perdidas caso ocorra algum tiroteio.

"A gente não vê ninguém na rua mais. Todo mundo fica em casa e mesmo assim com muito medo. Ontem mesmo, fiquei abaixado no chão de casa quando ouvi os tiro." - Morador do bairro Santa Martha

Um morador de Andorinhas, de 45 anos, estava dormindo no momento dos disparos e foi acordado pela filha de 12 anos. "Minha filha chegou na cama e falou: 'papai, papai, abaixa que é tiroteio'. Foi muita rajada de tiro", relatou.

Uma idosa, também de Andorinhas, disse que os tiroteios são frequentes. "Quase todo dia tem um. É triste, mas a gente está se acostumando com os barulhos", lamentou
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale com o Portal
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp