20/09/2019 às 13h34min - Atualizada em 20/09/2019 às 13h34min

Preso segundo suspeito de estuprar e matar idosa em Ecoporanga

Acusado é considerado coautor do crime. O corpo de Maria de Lourdes Dias de Alcântaro foi encontrado na manhã de domingo (15), em Imbiruna, interior do município

Fonte Gazeta Online
Delegacia de Ecoporanga - Foto: Larissa Avilez

O segundo suspeito de ter estuprado e matado uma idosa em Ecoporanga, Região Noroeste do Estado, foi preso na tarde desta quinta-feira (19). O corpo de Maria de Lourdes Dias de Alcântaro, de 73 anos, foi encontrado na manhã de domingo (15), em Imbiruna, interior do município. O crime chocou até o delegado e teve muita repercussão na cidade.

O delegado Leonardo Amorim, titular da Delegacia de Polícia de Ecoporanga, contou que Wosghton dos Santos Mendonça, de 41 anos, negou participação no crime. O acusado foi detido durante o cumprimento de um mandado de prisão contra ele. Outro suspeito, Alan Vette dos Santos, de 25 anos, foi preso nesta terça-feira (17).

“O Alan confessou o crime e confirmou a participação do Wosghton. Durante o depoimento, ele disse que tinha bebido muito e estava ‘doidão’. O co-autor teria consumido cocaína e influenciado o primeiro detido a cometer o crime. No entanto, o Wosghton nega participação”, explicou o delegado.

BARBÁRIE

As investigações apontam que os criminosos estupraram Maria de Lourdes e mataram a idosa durante o ato sexual. “O Alan disse que foi o primeiro a violentar a vítima e o tempo todo segurou a faca ao lado do pescoço dela, para ameaçá-la, o que já a machucou. Quando ele terminou, teria dito ao outro: ‘Agora é sua vez’. Mesmo bastante ensanguentada, a vítima foi estuprada mais uma vez, pelo outro suspeito, que também manteve a faca no pescoço dela”, detalhou o delegado.

Amorim ressaltou que o caso chocou a cidade. “Foi um crime bárbaro, que teve uma repercussão enorme. Violentar uma idosa e chegar ao ponto de matá-la é muito grave. Nós chegamos a pensar que a intenção deles era decapitar a vítima, por conta do profundo corte no pescoço dela. Mas as investigações indicam que o corte foi feito durante o ato sexual mesmo, como ameaça”, ressaltou.

O inquérito ainda não foi concluído e o caso segue sob investigação da Delegacia de Polícia de Ecoporanga. Assim como o primeiro suspeito, Wosghton foi encaminhado para o Presídio de Xuri, em Vila Velha
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale com o Portal
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp