14/11/2017 às 14h01min - Atualizada em 14/11/2017 às 14h01min

Adolescente de 17 anos confessa ter assassinado primo homossexual e alega “mau comportamento”

Ronilso dos Santos Câmara, de 36 anos, conhecido como Alzirene ou Ziene, foi morto com um tiro na nuca.

Fonte Site Linhares

Homofobia. Para o delegado titular da delegacia de Sooretama, Fabrício Lucindo, não resta dúvidas de que este foi o motivo que levou um adolescente de 17 anos a assassinar o próprio primo Ronilso dos Santos Câmara, de 36 anos, conhecido como Alzirene ou Ziene, com um tiro na nuca no último fim de semana. O corpo dele foi encontrado no último sábado (11) por volta das 18h45min numa fazenda na região rural na localidade de Patrimônio da Lagoa, no interior do município. O caso foi elucidado em menos de 48 horas e foi possível graças a ajuda da comunidade com denúncias anônimas.
 
Durante interrogatório o adolescente confessou o crime e disse que executou Ronilso pelo fato dele ser homossexual e por seu comportamento o constranger enquanto parente. "Um caso claro de homofobia”, pontuou Lucindo. A arma utilizada no crime, uma espingarda de pressão modificada para um artefato de fogo calibre 22, também foi apreendida pelos policiais civis. O adolescente contou que sabia por onde a vitima passaria e sorrateiramente aproximou-se por trás e efetuou um único disparo em sua nuca. "A vítima não teve nenhuma chance de defesa”, reforçou o delegado. Após efetuar o disparo o adolescente arrastou o corpo do primo para uma mata próxima.
 
Após ser apreendido o adolescente foi levado para o Iases Norte onde está a disposição da Justiça. As fotos foram cedidas pela Polícia Civil.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »