10/01/2017 às 14h53min - Atualizada em 10/01/2017 às 14h53min

Ataque suicida perto de parlamento afegão, em Cabul, deixa mortos e feridos

Ao menos 21 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas. Talibã reivindicou o ataque nesta terça-feira (10).

Fonte G1

Policiais afegãos fazem segurança no local de ataque suicida em Cabul, na capital do Afeganistão, nesta terça-feira (10) (Foto: Omar Sobhani/ Reuters)

Ao menos 21 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas na terça-feira (10) em um ataque suicida perto do edifício do Parlamento do Afeganistão, em Cabul, no Afeganistão.

O grupo islâmico afegão Talibã assumiu a responsabilidade pelas duas explosões perto do Parlamento. O ataque teve como alvo um ônibus com funcionários da NDS, principal agência de inteligência do Afeganistão.

O levantamento do número de vítimas ainda está em andamento. A BBC diz que 21 pessoas morreram e 45 pessoas ficaram feridas. Já a Reuters, citando Saleem Rasouli, uma autoridade sênior de saúde, fala em 23 mortos e mais de 20 feridos.

O ataque, que encerra um período de relativa calma na capital afegã, ocorreu em uma área movimentada durante a hora do rush da tarde, em um momento no qual trabalhadores voltavam para casa.

Autoridades dizem que um carro-bomba suicida se explodiu na área de Darul Aman da capital, perto do prédio do Parlamento. A primeira explosão foi seguida por outro carro-bomba, aparentemente em uma operação coordenada.

Mais cedo, um homem-bomba matou sete pessoas e feriu outras nove após ter detonado seus explosivos em uma casa na província de Helmand utilizada pela NDS.

Os talibãs ganharam terreno em diversos pontos do Afeganistão desde o fim da missão de combate da Otan em janeiro de 2015 e já controlam, segundo informações dos Estados Unidos, cerca de um terço do território afegão, segundo a agência Efe.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »