06/01/2017 às 10h43min - Atualizada em 06/01/2017 às 10h43min

David Bowie soube que tinha câncer terminal 3 meses antes de morrer

Músico foi informado de que não poderia curar doença enquanto gravava o clipe da música 'Lazarus', revela diretor. Filme será exibido neste sábado (7) no Reino Unido.

Fonte G1

David Bowie durante show em Viena, em 1996 (Foto: REUTERS/Leonhard Foeger/File Photo)

O cantor britânico David Bowie soube que sofria de um câncer terminal apenas três meses antes de morrer, em 10 de janeiro de 2016, revela um novo documentário sobre a carreira e vida do músico, que será transmitido pela emissora BBC.

O astro britânico, que no fim da vida morava em Nova York, morreu dois dias depois completar 69 anos e lançar seu 25º álbum de estúdio, "Blackstar", um projeto repleto de simbolismos que agora parecem referências à morte.

"David Bowie: The Last Five Years", que será exibido neste sábado (7) no Reino Unido, três dias antes do primeiro aniversário de morte de Bowie, revela que o cantor soube que não curaria a doença enquanto gravava o clipe da música "Lazarus". "Soube no fim de semana da gravação que ele tinha se inteirado de que tudo havia terminado", indicou o diretor do vídeo, Johan Renck, em entrevista para o filme.

Renck ainda esclarece que o tema do videoclipe, em que Bowie aparece pálido, com os olhos cobertos por vendas e deitado em uma cama de hospital, não faz referência à doença do músico, como foi especulado depois da morte em janeiro de 2016. "Para mim, [o clipe] tem relação com o aspecto bíblico, com o homem que voltaria a renascer. Não tem nada a ver com a doença", indicou.

O documentário, dirigido por Francis Whately, incluirá momentos inéditos da gravação de "Lazarus" e revelará aspectos desconhecidos do músico, com entrevistas de pessoas próximas. O foco serão os dois últimos trabalhos de Bowie, "The next day" e "Blackstar".

Com mais de 136 milhões de discos vendidos no mundo todo, Bowie chegou ao estrelato em 1972, com "The rise and fall of Ziggy Stardust and the spider from Mars". Ele deixou trabalhos cultuados como "Heroes" (1977), "Lodger" (1979) e "Scary Monsters" (1980).

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »