Baixo Guandu - Sexta-Feira, 19 de Setembro de 2014
Notícias
Entretenimento
Esporte
Multimídia
Baixo Guandu
Serviços
Você é a favor do estacionamento rotativo no Centro de Baixo Guandu?

Sim (71.1%)
Não (28.9%)
Notícia - Espírito Santo
29/05/2013 às 10h40min - Atualizada em 29/05/2013 às 14h26min
Menina de 10 anos é estuprada e assassinada no município de Vargem Alta
Crime aconteceu na localidade de Vila Maria
3612 Views

O acusado de ter estuprado e assassinado a menina Kevilin Souza, de 10 anos, no distrito de Vila Maria, interior de Vargem Alta, foi perseguido, espancado e morto por cerca de 100 pessoas na manhã desta quarta-feira (29), no bairro Castelinho, a três quilômetros de onde aconteceu o assassinato da criança. Gimarcan Mezini, conhecido como Gil, 24, era vizinho da menina.

O corpo de Kevilin Souza foi encontrado na noite de terça-feira (28) nos fundos de uma oficina mecânica, onde o acusado trabalhava como lanterneiro e costumava dormir. A criança tinha sinais de violência sexual e estrangulamento.

O homem chegou a ser socorrido para o hospital de Venda Nova, mas morreu cerca de 10 minutos após dar entrada na unidade.

O cabo Marques, da Polícia Militar, que atendeu à ocorrência, disse que o acusado chegou a dar pistas a familiares e ao dono da oficina sobre o paradeiro de Kevilin durante as buscas à menina.

"Segundo os moradores, ele disse que havia visto a criança brincando atrás da oficina por volta das 21h de terça-feira (28). Foi quando o dono do estabelecimento encontrou o corpo embaixo de um latão. Neste momento, Gimarcan fugiu para o mato. Ele passou a noite no local, mas foi encontrado e perseguido pela população na manhã desta quarta-feira (29)", disse o cabo Marques.

 

Foto: Rael Sérgio das Neves | CIDADÃO REPÓRTER

Rael Sérgio das Neves | CIDADÃO REPÓRTER

Delcilene: Queremos justiça! Esse monstro tem que pagar pelo crime cruel que cometeu, desabafou, revoltada, a mãe da criança

Rael Sérgio das Neves

Populares cercaram o acusado de ter matado a menina Kevilin

Após o espancamento, policiais acreditaram que Gimarcan estava morto e passaram a informação à imprensa. Logo depois, constataram que o jovem ainda estava vivo, em estado grave, e solicitaram o atendimento da ambulância do hospital de Vargem Alta. Segundo informação de policiais que estão no local, a população tentou evitar que a ambulância do pronto-socorro transportasse o jovem para o hospital. Duas pessoas teriam jogado pedras no veículo e tentado furar os pneus, e foram detidas.

Cenário de tristeza

A equipe de peritos da Polícia Civil não resistiu e chorou no momento em que examinava o corpo de Kevilin Souza. Segundo o cabo Marques, a cena era desoladora. A menina estava nua e apresentava fluidos no órgão genital, o que indica a possibilidade dela ter sido abusada sexualmente. O corpo da garota foi levado para o Instituto Médico legal (IML) de Cachoeiro de Itapemirim, onde passa por mais exames para comprovar, de fato, a violência sexual

O sumiço

A mãe da vítima, a comerciante Delcilene de Lurdes Souza, 32 anos, comemorava o aniversário no bar da família, no domingo, quando Kevilin pediu para ir dormir na casa de uma amiga que mora na mesma rua.

Na segunda-feira (27), Delcilene foi à casa da família da amiguinha de Kevilin e descobriu que a filha não havia dormido lá. A partir deste momento, desesperados, os familiares começaram as buscas pela menina.

A filha do dono de uma oficina mecânica, ao saber do desaparecimento da garota, contou ao pai que viu um chinelo atrás de um cômodo próximo ao estabelecimento. O homem foi até o local e encontrou o corpo da criança debaixo de um latão.

Quando o dono da oficina acionou a Polícia Militar, Gimarcan fugiu para o matagal. Ele passou a ser suspeito do crime.

O corpo da criança foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Cachoeiro de Itapemirim.

 



Fonte: Gazeta Online
Comentários

nenhum comentário cadastrado!

Deixe seu comentário:
(caracteres restantes: 500)
Cód. ( 1954P ):